Programação MIRA | ArtRio 2020

14/10/2020 - Por ArtRio

Telas, janelas, horizontes
Curadoria Victor Gorgulho

Nunca estivemos tão conectados e também tão carentes de horizontes a vislumbrar. As circunstâncias da pandemia, inevitavelmente, acentuaram um radical processo de virtualização de nossas vidas, na esteira de um mundo já hiper-povoado por telas, de todos os tipos, tamanhos e resoluções. Repentinamente, aqueles de nós que puderam se isolar em quarentena, nos transformamos em imagens por detrás de câmeras, emoldurados por ambientes domésticos de toda sorte.

Rasgado por um abrupto corte epistemológico e temporal, o horizonte que já se descortinava envolto em névoa e negacionismo, apresentou-se ainda mais turvo, espesso. De nossas janelas, tentamos ensaiar diferentes enquadramentos possíveis para enxergar o mundo lá fora. Limitados pelas possibilidades, sacudidos por informações em avalanche e cerceados em nossas próprias capacidades imaginativas. Haverá amanhã?, nos perguntamos, desconcertados.

A curadoria deste ano do MIRA, intitulada Telas, janelas, horizontes, reúne vídeos e filmes de artistas brasileiros e estrangeiros cujas produções desenrolam-se majoritariamente no campo do audiovisual. São narrativas – e contra-narrativas – contemporâneas que tanto diagnosticam as idiossincrasias do turbulento presente quanto tecem caminhos acerca do porvir.

Se a ideia de futuro já não é mais passível de ser elaborada pelas vias do progresso e de um tempo cronológico, unívoco, pensemos, então, em “futurabilidades”. Termo cunhado pelo filósofo italiano Franco “Bifo” Berardi, a ideia abarca não mais uma possibilidade singular de futuro mas sim de inúmeros futuros possíveis inscritos no agora. Futuros plurais, comuns, coletivos. É este exercício de imaginação, a um só tempo desafiador e necessário, o fio conector entre as obras selecionadas para a programação deste ano. Olhares que ultrapassam o perímetro das janelas, mirando o horizonte em disparada: poéticos ou distópicos, mas, sobretudo, à frente.

QUARTA-FEIRA, 14/OUT (preview)

Ana Vaz
Occidente, 2015, 15’

Basim Magdy
M.A.G.N.E.T., 2019, 21’

Romy Pocztaruk
Antes do azul, 2020, 14’

Cristiano Lenhardt
Solenidade de hasteamento da bandeira Ao Vivo, 2009, 6’

QUINTA-FEIRA, 15/OUT

Aline Motta
(Outros) Fundamentos, 2017-2019, 15′

Ayrson Heráclito
História do futuro – O barqueiro, 2015, 3′
História do futuro – Baobá: o capítulo da acromania, 2015, 3′

Lorran Dias
Perpétuo, 2018, 24’

Íris Helena
Casa pré-fabricada, 2015, 8’

SEXTA-FEIRA, 16/OUT

Sofia Caesar
Workation, 2019, 9’

Pedro França
Thanos Futebol Mortes e Emprego, 2020, 5’
MERCADORAMA, 2019, 12’

Vitória Cribb
@ ILUSÃO, 2020, 7’

SÁBADO, 17/OUT

Lais Myrrha
Delírio, 2017, 10’

Maria Laet
Poente, 2013, 3’
Leito, 2013, 4’

Marcos Chaves
Liberdade, 2019, 5’
Revolving door, 2016, 4’
Pólen, 2015, 5’

Kátia Maciel e André Parente
Pontes de árvores, 2011, 3’


Katia Maciel
Desarvorando, 2006-2015, 6’
Noitedia, 20’
DOMINGO, 18/OUT

Agrippina R. Manhattan
Transfobia, 2018, 30’’
Rafael Amorim
Postal, 2019, 7’
João Paulo Racy
Desvão (ou Tudo que restou entre nós), 2020, 6’
Refresco
Ciclo 1, 2020, 35′
x Posso ajudar?