ArtRio Online Termina em 00:00:00

EAV Parque Lage apresenta seminário online gratuito sobre pedagogias experimentais

11/09/2020 - Por ArtRio

Em parceria com o Instituto Rubens Gerchman (IRG) a Escola de Artes Visuais do Parque Lage apresenta, a partir do dia 16 de setembro, o seminário público on-line Emergência e Resistência – Pedagogias Radicais, uma série de encontros remotos e gratuitos sobre pedagogias experimentais no ensino das artes, contemplando o contexto da América Latina, do Brasil e do Rio de Janeiro. Além do webnário também está previsto lançamento, em dezembro, de publicação acerca do projeto pedagógico-artístico de seu fundador e gestor, Rubens Gerchman, nos anos 1970.

O seminário, organizado pelo curador da EAV Parque Lage, Ulisses Carrilho, cumpre o desejo de realização do fundador da instituição. O ciclo de debates pretende investigar experiências e exemplos pedagógicos radicais conectados a instituições, artistas e professores. Entendendo o hemisfério sul como um espaço ainda a ser explorado e conectado entre si, as conversas partirão de um sul global (América Latina) para um sul regional (Brasil e, na sequência, Rio de Janeiro). É pauta do seminário o questionamento à compreensão do Sul como a região que concentra espaços ainda vistos como periféricos e aos quais falta maior visibilidade por parte do Norte e suas esferas dominantes.

Em 1971, no texto “Abaixo do Equador”, Gerchman escreveu uma espécie de manifesto-particular de suas preocupações à época: “O Norte foi criado pelo colonizador. Proposição: uma cultura que fosse não branca, não europeia, não colonial, não geográfica. Arte Internacional não é Arte Internacional; Arte Internacional é Imperialismo Cultural. Um astronauta vindo do espaço sideral não poderia distinguir sem nenhum preconceito qual a parte da terra que está voltada para baixo. O Norte é abaixo. O Sul é abaixo. O Norte é acima. O Sul é acima”.

Estrutura do evento

As pedagogias nas artes, dentro do campo das experiências latinas, será o tema do primeiro encontro a ser realizado no dia 16 de setembro, das 15h às 17h, pela plataforma Zoom, com transmissão ao vivo pelo canal de YouTube da EAV. A mesa será composta pelos curadores Marcelo Campos e Inés Katzenstein, e pelo artista chileno Felipe Mujica. Também participam a pesquisadora Raquel Barreto, a curadora mexicana Paola Santoscoy e o crítico e curador argentino Santiago Navarro, que terão como função provocar o debate, disparando questões para este primeiro ciclo.

Os encontros seguintes buscam aprofundamentos sobre as experiências brasileiras (14 de outubro), cariocas (4 de novembro) e as escolas enquanto projetos de artistas (25 de novembro), sempre das 15h às 17h, com convidados de referência em suas áreas de atuação.

Em Experiências Brasileiras (14/10), pretende-se reduzir a lupa colocada no sul global para o nosso país. Pesquisando não apenas experiências do eixo Rio-São Paulo, propõe-se investigar a implementação de práticas radicais em espaços do Nordeste e Sul do Brasil, buscando colocar em evidência as práticas de arte encontradas nas mais diferentes e únicas regiões nacionais, que não se submetem à hegemonia do Sudeste.

O penúltimo encontro, com as Experiências Cariocas (4/11), focará no estado fluminense. Serão convidados indivíduos que praticam o ensino e pesquisa da arte em espaços não institucionalizados ou que se valem de redes para manter seus projetos vivos. Compreende-se aqui o ensino de arte em sua larga escala. Criar relação com as vivências dos artistas, sua cultura e sua terra, é de extrema importância ao pensarmos os ensinos radicais e os espaços para formação e ensino nas artes.

Depois de percorrer o sul a partir dos recortes global, nacional e estadual, o seminário vai abordar, no último encontro (25/11), os projetos de ensino dentro da prática artística, ação já desenvolvida há décadas pela EAV Parque Lage.

O final do seminário será marcado pelo lançamento do livro “Espaço de Emergência, Espaço de Resistência”, no dia 12 de dezembro, na EAV Parque Lage, observando todos os protocolos sanitários e exigências de saúde necessários ao período.


Fotografia de Pedro Agilson

Podemos ajudar?