ArtRio | 14 a 18 de setembro de 2022 ArtRio | 14 a 18 de setembro de 2022
ArtSampa | 16 e 20 de março de 2022
1ª edição da Nova Feira de Arte de São Paulo

 

Em 2022, o calendário da capital artística da América Latina ganhou um novo evento que já nasceu com a credibilidade de mais de 11 anos de experiência, sucesso e reconhecimento. Contando com a estrutura e equipe organizadora da ArtRio, a primeira edição da ArtSampa foi realizada na OCA, projeto de Oscar Niemeyer dentro do Parque Ibirapuera, em meio ao jardim de Burle Marx e apostou em projetos inovadores e originais pensados exclusivamente para a feira. Mais informações sobre programas, curadorias e galerias que participaram da edição 2022 no menu lateral.

ArtSampa é organizada pela ArtRio.




A OCA fica localizada no Parque Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 3 – Vila Mariana, São Paulo, SP

A 1ª edição da ArtSampa - A Nova Feira de Arte de São Paulo acontecerá em março de 2022 na OCA do Parque Ibirapuera


 

Parque Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 3 – Vila Mariana, São Paulo, SP

 

Entrada de carros pelo portão 3, pela Av. Pedro Álvares Cabral. Estacionamento no local operado pelo Parque

Ponto na entrada/saída do evento.

Desembarque através do Portão 2, localizado em frente à OCA. Essa entrada é permitida apenas a pedestres.

Utilizar portão 5 – Estação mais próxima: AACD – Servidor, aproximadamente 15min de caminhada

Informações sobre acesso via ônibus e lista de linhas e pontos próximos ao local disponível no site do Parque Ibirapuera: parqueibirapuera.org/como-chegar/

ArtSampa | 16 e 20 de março de 2022
1ª edição da Nova Feira de Arte de São Paulo


 

Essa será a primeira edição da ArtSampa, que ocorre na OCA, o Pavilhão Lucas Nogueira Garcez, obra de Oscar Niemeyer com mais de 10 mil m² de espaço expositivo próximo de um dos principais acessos do Parque Ibirapuera, coração de São Paulo. Para informações sobre como chegar na OCA, clique em "COMO CHEGAR" no menu acima.

Horários:
qua, qui, sex, sáb | 13h às 21h
domingo | 12h às 20h

Ingressos:
inteira | R$ 50,00 | meia | R$ 25,00
Compre seu ingresso aqui!
Em caso de dúvidas, entre em contato através do e-mail: bilheteria@artsampa.com.br

Portões de chegada e saída:
Uber | Utilizar portão 2
Táxi | Utilizar portão 3
Metrô | Utilizar portão 5 - Estação mais próxima: AACD - Servidor, aproximadamente 15min de caminhada



Nosso atendimento ao público em caso de dúvidas é realizado através dos e-mails:
Contato | contato@artrio.com
Inscrições de galeria para ArtSampa | application@artsampa.com.br
O programa Conversas ArtSampa, semelhante ao Conversas ArtRio, irá convidar curadores, artistas, colecionadores e críticos de arte para participar de mesas de conversas com o público, abordando temas contemporâneos sobre artes, curadoria, colecionismo e mais.

As Conversas ArtSampa acontecem no auditório da OCA do Ibirapuera com transmissão simultânea ao vivo no telão do jardim da OCA e online no ArtSampa.com.br. Assista!

 

Conversas ArtSampa


Quinta 17 | 03

Quinta - 14h | Vazando Territórios: Uma conversa sobre arte e pertencimento
Conversa com Elaine Mineiro, Gabriella Marinho, Oskar Metsavaht e mediação de Raquel Barreto. Conversa em parceria com a OM.art

Quinta - 16h | Conversa sobre o papel do colecionador e galeristas na formação de uma coleção privada de arte contemporânea. Os galeristas Filipe Masini e Paulo Kassab Jr. convidam o colecionador Álvaro Piquet para um diálogo sobre motivações, tendências, conservação e o mercado de arte brasileira. Conversa em parceria com a ABACT

Quinta - 18h | Arte como processo de memória/amnésia. Diran Castro (Artista), Vicenta Perrotta (Ateliê Transmoras) e Digg Franco (ONG Casa Chama) discutem como a população transvestigênere - tão apagada na história, física e subjetivamente - vêm construindo através da arte processos de resgate de suas memórias e de combate à estrutura hegemônica, que insiste em segmentar e "identitarizar" estes artistas. Conversa em parceria com a Casa Chama

Sexta 18 | 03

Sexta – 14h | Arte e Jogo. Apresentação da pesquisa de Gui Teixeira. Artista representado pela Sé Galeria

Ocupação BATEKOO!
Sexta - 16h | "Quando o anteparo artístico é o som de gente negra". Este debate tem o objetivo de proporcionar o diálogo sobre anteparos e disparadores desde a experiência com a música negra, na composição artística.

Sexta - 18h | "Arte e pensamentos Negras/es/os". O diálogo que se propõe é mediado pelas conjuras interventivas e conjunturas sociais articuladas na plural produção de conhecimento que intervêm na profusão artística.

Sábado 19 | 03

"Nas dobras: presenças, racialidades & gêneros nas artes visuais" | Curadoria Raquel Barreto

É cada vez mais destacada a importância e a relevância de uma nova geração de artistas visuais, pesquisadoras, críticas e curadoras indígenas e negras, que trazem à superfície outros procedimentos artísticos, epistemologias e práticas, de longínquas origens. Ofuscadas, no entanto, por interdições e silenciamentos, mas que sempre encontraram formas de emergir, ainda que circunstancialmente nas dobras.

Para refletir sobre essas questões, a historiadora e curadora Raquel Barreto conversa com artistas e pesquisadoras que investigam, mas principalmente criam poéticas e estéticas próprias em diálogo com suas coletividades.

Sábado - 16h | “Como se o corpo fosse o documento”: mulheres negras e performance. Com: Camilla Rocha Campos, Lucimélia Romão e Priscila Rezende

Sábado - 18h | “O avesso do mesmo lugar” – outras formas de pensar a arte contemporânea no Brasil”. Com: Brisa Flow, Carolina Cerqueira e Juliana dos Santos

 

PROGRAMAS ARTSAMPA 2022


A 1ª edição da ArtSampa aposta em projetos inovadores e originais pensados exclusivamente para a feira.

Levando em consideração a arquitetura da OCA, obra icônica de Oscar Niemeyer, as galerias foram convidadas a apresentarem propostas que apostassem na originalidade e diálogo com o espaço. Esses serão projetos especiais que irão compor um novo programa geral desafiador que reúne importantes galerias já estabelecidas do circuito nacional e galerias jovens, com curadoria experimental concebida exclusivamente para a feira. O processo seletivo que avaliou as propostas foi conduzido pelo Comitê de Seleção da ArtSampa, composto pelos galeristas: Antonia Bergamin (ex-Bergamin & Gomide), Filipe Masini e Eduardo Masini (Galeria Athena) e Juliana Cintra (Silvia Cintra + Box 4).

O MIRA, tradicional programa dedicado a video-arte, apresentará um programação de artistas emergentes e consagrados selecionados pelo curador do programa. As projeções serão realizadas diariamente na cúpula da OCA, com um espaço no mezanino dedicado ao público.

 

Programa geral




 

MIRA


MIRA 2022 - Edição ArtSampa
Curadoria: Victor Gorgulho

Nosso tradicional programa de video-arte retorna, agora em edição paulista! O MIRA irá apresentar uma seleção de nomes consagrados e talentos emergentes da video-arte nacional selecionados pelo curador do programa. Fazendo uso das curvas de Oscar Niemeyer, o programa levará suas projeções diárias para o topo da cúpula branca da OCA, permitindo ao público ocupar o mezanino para assisti-lo.

as above, so below [tão acima, tão abaixo]
Curadoria: Victor Gorgulho
Assistência curatorial: Henrique Rondinelli

Em sua sexta edição – a primeira em São Paulo, na estreia da ArtSampa – o MIRA, programa de videoarte da ArtRio, reforça sua missão desempenhada nos últimos anos: exibir, durante o período de realização da feira, trabalhos e experimentos audiovisuais de jovens e consagrados artistas que investiguem, explorem – e mesmo extrapolem - as múltiplas possibilidades do vídeo enquanto meio de invenção e criação artística.

Entre as décadas de 1960-1980, novos suportes de gravação em vídeo operaram uma verdadeira revolução no campo da arte. Hoje, as tecnologias de produção de imagens se dão em um mundo saturado por elas, rodeado por estímulos de toda sorte disparados por telas de tamanhos e em resoluções cada vez mais vertiginosas.

Atrelada às nossas vidas cotidianas, no entanto, a produção de imagens instaura-se hoje em um campo mais horizontal e democrático, permitindo, em um âmbito artístico, a emergência de narrativas e de sujeitos antes condicionados à meios de produção custosos e pouco acessíveis.

Durante suas cinco edições realizadas, até hoje, na ArtRio, o MIRA se propôs a exibir, em projeções diárias, trabalhos oriundos das mais diversas pontas do circuito da arte contemporânea, em projeções em um amplo telão de LED na área externa da feira.

Para sua primeira edição na ArtSampa, no entanto, o programa opta por uma apresentação reformatada, pensada especialmente para a OCA, projetada por Oscar Niemeyer em 1954.

as above, so below [tão acima, tão abaixo] é uma bem-humorada referência ao homônimo filme norte-americano de 2014, aqui apontando para o fato do programa acontecer, concomitantemente, no auditório do subsolo da OCA e no 2º pavimento, sob a cúpula da construção de Niemeyer, em uma instalação multicanais de monitores em exibição contínua.

Propomos, assim, uma experiência audiovisual que abrange o icônico prédio desde sua base até seu topo, de seu “porão” a seu “céu”, movimento vertical e bilateral de troca e retroalimentação entre as narrativas exibidas tanto em cima quanto embaixo. Se o vídeo é hoje um dos mais prolíficos meios para a imaginação de novos mundos, vislumbremos – acima, abaixo, adiante – todas as direções para onde os bons ventos possam vir a soprar.

Sobre o curador

Victor Gorgulho (Rio de Janeiro, 1991) é curador, jornalista e pesquisador. Graduado em Jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e mestrando em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio.

Curou as exposições Vivemos na melhor cidade da América do Sul, junto com Bernardo José de Souza (Átomos, Rio de Janeiro, 2016 e Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre, 2017); O terceiro mundo pede a bênção e vai dormir (Despina, Rio de Janeiro, 2017); Eu sempre sonhei com um incêndio no museu – Laura Lima & Luiz Roque no Teatro de Marionetes Carlos Werneck (Rio de Janeiro, 2018); Perdona que no te crea (Fortes D’Aloia & Gabriel, Rio de Janeiro, 2019). Co-curador, com Keyna Eleison, da exposição Escrito no Corpo, em exibição na Carpintaria,  no Rio de Janeiro, até fevereiro de 2021.

Desde 2019 é o curador do MIRA, programa de videoarte da ArtRio. Integra o corpo curatorial da Despina, centro de pesquisa e residência artística no Rio de Janeiro, sob a direção de Consuelo Bassanesi. No Cineclube do espaço, já promoveu a exibição de filmes e conversas com artistas como Cristiano Lenhardt, DISTRUKTUR e Karim Aïnouz.

Como jornalista, foi editor assistente de cultura do Jornal do Brasil (2014-2017) e hoje colabora com veículos como o El País Brasil. Co-organizador, junto da crítica e curadora Luisa Duarte, do livro No tremor do mundo – Ensaios e entrevistas à luz da pandemia (Editora Cobogó, 2020). Curador convidado Pivô Satélite 2021 #2

Patrocinadores


A ArtRio utiliza cookies para personalizar a experiência do visitante em nosso site, analisar dados e ajudar em iniciativas de marketing. Ao clicar em “aceitar”, você está concordando com os nossos termos.