Sobre a obra

Floreado 3, 2021


Ficha técnica

acrílica, spray, giz pastel oleoso e lápis sobre tela


Sobre o artista

Márcio SWK

Deixar na parede uma intensa e vibrante composição de letras, formas e cores: esse pode ser um breve resumo da busca incessante de Márcio SWK, uma das mais expressivas referências do graffiti brasileiro dentro e fora do país. Reconhecido pela harmonização de tons fortes e pelo “Wild Style” lúdico e ao mesmo tempo lúcido, Mr. “SWK” é pesquisador ferrenho das letras e seus formatos A determinação para sugerir novas possibilidades de expressão, somada à sensibilidade criativa e aos mergulhos profundos nos livros e publicações internacionais da “arte de rua”, fizeram-no rodar o mundo e experimentar o poder da sua arte diante de culturas bem diferentes da sua, como nos países islâmicos Líbano e Emirados Árabes. À convite, em Abu Dhabi pintou um gigantesco painel que serve de cenário das tradicionais festas como a da Fórmula 1. No festival Arte Core, que acontece desde 2013 nos jardins e pilotis do MAM Rio, produziu um painel para a primeira edição; no ano seguinte, atuou ao lado do grupo Santa Crew, teve duas obras expostas na edição de 2015 e foi um dos artistas na exposição “artistas homegrown” em 2016, com sete obras expostas. Já em 2017 foi a vez de uma “pintura ao vivo” em um painel de 4,50 X 1,90m. Na Europa teve contato “antropológico” com a força da arte urbana internacional em Amsterdam, Paris e Berlim, numa troca intensa de informação com os principais artistas de graffiti do mundo, nos maiores eventos do movimento no continente, como o “Graffitizm”, dentro do “Paris Hip-Hop”. Experiência que coloca SWK, único brasileiro, nas páginas sagradas do mais respeitado livro de Street Art do mundo, o “The Exchange Project”, publicado em Berlim. Também esteve na sempre contemporânea Nova York e seus subúrbios, na “Miami Art Basel” por dois anos seguidos e no Ultra Music Festival, também em Miami, onde mais uma vez foi responsável por dar vida à um painel para o evento. Descendo o mapa, explorou as raízes do graffiti sul-americano em Buenos Aires e, do lado de cá da fronteira, já deixou seu registro em muitos estados, além de algumas coletivas, entre elas “Gentileza – O verde amarelo do Rio” em homenagem ao profeta Gentileza.


MARTHA PAGY ESCRITÓRIO DE ARTE

Rio de Janeiro / RJ

MARTHA PAGY Escritório de Arte representa e agencia artistas de gerações e linguagens diversas, acompanhando o desenvolvimento de suas carreiras e produção para a inserção de seus trabalhos no mercado da arte contemporânea. Com a proposta de criar um espaço que permita ao espectador um contato mais exclusivo e intimista com a arte, Martha Pagy trouxe a galeria para sua casa, em 2013, apresentando as obras num ambiente e cenário propícios à fruição e à reflexão, e incentivando o colecionismo. De 2007 a 2012 dirigiu a galeria Largo das Artes, no Centro histórico do Rio, onde realizou exposições de arte contemporânea com nomes do Brasil e do exterior, e promoveu o lançamento de jovens talentos na cena artística brasileira. Foi uma das responsáveis pela formulação do perfil de atuação do Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro, na função de diretora de programação e patrimônio, desde sua inauguração, em 1989, até 2003. Foto: Luciano Bogado


Outras obras do artista


A ArtRio utiliza cookies para personalizar a experiência do visitante em nosso site, analisar dados e ajudar em iniciativas de marketing. Ao clicar em “aceitar”, você está concordando com os nossos termos.