Sobre a obra

Demônio pessoal IV

Uma estrutura em metal, composta por dois arcos ligados por uma poderosa mola acoplada a um mecanismo de acionamento. Sobre eles, uma base com dentes de vidro, curvos e afiados. O todo forma essa espécie de armadilha com presas afiadas. O acionador central, de aço inox, é praticamente um espelho que convida o observador a aproximar-se, admirar seu reflexo levemente distorcido. A curiosidade é incitada. O que acontece se ele for tocado? Irá disparar realmente? A ideia de perigo iminente é clara, porém outro aspecto transparece: o perigo para a própria estrutura.


Ficha técnica

Técnica: Escultura – Metal e vidro.
Dimensões: 80 x 80 x 28 cm
Peça única
Ano: 2018


A Ío é um duo formado pelos artistas Laura Cattani (1980, Les Lilas/França) e Munir Klamt (1970, Porto Alegre, RS), respectivamente Doutoranda e Doutor em Poéticas Visuais (UFRGS). Vivem e trabalham em Porto Alegre e são representados pela Galeria de Arte Mamute/Porto Alegre. Brasil. A Ío desenvolve trabalhos plásticos com diversos meios, contextos e plataformas, tais como vídeos, instalações, desenho, web art, performance e fotografia. O equilíbrio entre opostos é um dos fios condutores que mantém as obras da Ío sempre em tensão, entre a junção inusitada de materiais e sua possível rede de significados. Atração e repulsa, peso e leveza, orgânico e artificial, claro e escuro, sensualidade e violência são apenas alguns dos conceitos que atuam, se acumulando como em camadas. Sua poética oscila entre Eros e Thanatos, e toma forma por meio de desenhos, fotografias, vídeos e instalações com materiais simbólicos como sal, aço, vidro, borracha e chocolate. https://www.galeriamamute.com.br/io


MAMUTE GALERIA DE ARTE

Porto Alegre / RS

A Galeria de Arte Mamute foi criada em 2012 com o objetivo de destacar a pesquisa poética em arte contemporânea e lançar jovens artistas em formação de carreira. Priorizando representar artistas gaúchos emergentes, a Mamute configura-se como uma plataforma de visibilidade para seus representados, auxiliando na circulação de suas produções, bem como na projeção de suas carreiras em âmbito nacional e internacional. Representa os artistas Antônio Augusto Bueno, Bruno Borne, Claudia Hamerski, Clóvis Martins Costa, David Magila, Dione Veiga Vieira, Emanuel Monteiro, Fernanda Gassen, Frantz, Goia Mujalli, Hélio Fervenza, Hugo Fortes, Ío, Letícia Lampert, Marília Bianchini, Mariza Carpes, Pablo Ferretti, Patrícia Francisco, Sandra Rey e Sandro Ka. Compromissada com a produção e disseminação do conhecimento nas artes visuais, a galeria promove em seu espaço, além das exposições individuais e coletivas, inúmeras propostas teórico-prático-reflexivas, como debates com artistas, pesquisadores, curadores, colecionadores, e atividades como palestras, cursos, residências artísticas, lançamento de publicações, e defesas de mestrado e doutorado nas Artes Visuais. Tem no seu currículo importantes prêmios pela atuação como Galeria de Arte e como promotora de pesquisa em Artes Visuais, sendo indicada em 2016 em cinco categorias no Açorianos de Artes Plásticas do Rio Grande do Sul; em 2015 em Mídias Tecnológicas; em 2014, como Espaço Institucional e melhor Exposição Individual; em 2013 premiada como Destaque em Espaço Institucional no Açorianos de Artes Plásticas do Rio Grande do Sul. A Mamute é membro da ABACT - Associação Brasileira de Arte Contemporânea, e do LATITUDE - Platform for Brasilian Art Galleries Abroad. E vem participando das principais feiras de arte do Brasil e exterior. Está localizada em Porto Alegre, em um charmoso prédio em estilo neoclássico, tombado pelo patrimônio histórico, e dispõe em seu espaço de duas galerias para exposição.


Outras obras do artista