Sobre a obra

Dentro e fora, 2020


Ficha técnica

aquarela sobre papel


Sobre o artista

Maria Flexa

Maria Flexa (1996), vive e trabalha no Rio.

Formada em arte/design pela PUC-RJ, a artista explora diversas técnicas em sua produção, dentre elas pintura sobre tela e papel, aquarela, desenho e bordado. Sua pesquisa atravessa reflexões quanto ao inconsciente, à identidade, e ao corpo encarnado da mulher na sociedade. É integrante da equipe de artistas residentes e gestores do espaço-ateliê Casa Voa, desde 2018. Participou por 2 anos do grupo Encontros e Reflexões de Iole de Freitas na EAV - Parque Lage e é educadora formada pelo curso Arte Ação de Helio Rodrigues.


Pela porta da frente, a entrada expande-se em janelas e corredores, quartos e mais quartos e mais quartos, algumas banheiras e buracos de fechadura, corre rente ao rodapé em busca de possíveis ralos e impossíveis espelhos, espalha-se pelas paredes e mancha o tapete, esconde objetos e revela inexistências que se erguem como mobília do mais hermético lar, chacoalhado, embrulhado, emaranhando-se em si para enfim respirar - do avesso.

Maria Flexa, artista visual carioca, expande o corpo de seu trabalho ao inverter-se em mancha e linha. Retira-se de si para enxergar o que mora dentro das paredes de pele, carne e água. Em meio a muitos meios, busca o centro dos núcleos atômicos para ouvir seu pulsar - o corpo é a morada de tudo que a cabe.

Latências desdobram-se e organizam-se plasticamente a fim de compreender o léxico de seus movimentos inconscientes e como este comportam-se quando acendemos a luz. Aqui dentro, há pegadas indistintas. Há matéria orgânica em decomposição. Logo ali, atrás da orelha, algumas pulgas. Alguns chumaços. Alguma coisa, sempre há alguma coisa. E, dentro dela, mais outra.

Joana Uchoa


MARTHA PAGY ESCRITÓRIO DE ARTE

Rio de Janeiro / RJ

Martha Pagy Escritório de Arte representa e agencia artistas contemporâneos de gerações e linguagens diversas, acompanhando o desenvolvimento de suas carreiras e estimulando a troca de ideias, práticas e saberes. Inaugurado em 2013, o escritório realiza exposições e promove encontros com artistas e curadores para grupos selecionados, criando um cenário propício à fruição e à reflexão sobre a arte; e incentivando o colecionismo. As visitas são por agendamento. Há mais de 20 anos Martha Pagy se dedica à promoção da arte, no campo institucional e privado. Foi uma das responsáveis pela formulação do perfil de atuação do Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro, na função de diretora de programação e patrimônio, de sua inauguração, em 1989, até 2003. Desde então, vem atuando nas áreas de agenciamento e representação de artistas, curadoria e produção de exposições, consultoria e orientação para a formação de coleções. De 2007 a 2012 dirigiu a galeria Largo das Artes, no centro histórico do Rio, onde realizou exposições de arte contemporânea com nomes do Brasil e do exterior, e promoveu o lançamento de jovens talentos na cena artística brasileira. Fotos: Luciano Bogado


Outras obras do artista


A ArtRio utiliza cookies para personalizar a experiência do visitante em nosso site, analisar dados e ajudar em iniciativas de marketing. Ao clicar em “aceitar”, você está concordando com os nossos termos.