Sobre a obra

Quieto

“Mulambö todo de ouro” é uma exposição sobre valores, sobre pesos e potências. Entender o ouro para além da pedra preciosa - mas também como um símbolo de riqueza e força, e ao mesmo tempo de exploração e disputa. O artista, através de pinturas, esculturas e intervenções em fotografias, estará cheio de ouro. Um ouro que é bonito, mas que também reflete um passado de violências. “Mulambö todo de ouro” é uma exposição sobre todo esse brilho e violências que o ouro carrega, e todo o brilho e violências que nós carregamos.


Ficha técnica

Acrílica e ráfia dourada sobre madeira
Única


Sobre o artista

MULAMBO

MULAMBÖ nasceu em Saquarema (RJ, Brasil) em 1995. Vive e trabalha em São Gonçalo, a nordeste da Baía de Guanabara, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Um dos artistas mais promissores de sua geração, apresentou seus trabalhos em duas exposições individuais com grande repercussão em 2019: “Tudo Nosso”, no MAR - Museu de Arte do Rio; e “Prato de Pedreiro”, no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (RJ). Em 2020, apresentou a sua primeira exposição individual em São Paulo, no Sesc-Santana. Sua prática gira em torno das forças que constroem o existir periférico no Rio de Janeiro. Por meio de materiais do cotidiano como papelão, tijolo e fotos de redes sociais, a ideia é encurtar distâncias. Segundo o artista, a sua prática existe para afirmar que não existe museu no mundo como a casa da nossa avó.


PORTAS VILASECA GALERIA

Rio de Janeiro / RJ

Portas Vilaseca Galeria foi fundada por Jaime Portas Vilaseca em 2012 no Rio de Janeiro. Até 2018 funcionou no bairro do Leblon para, em seguida, ocupar um edifício de três andares no bairro de Botafogo, onde vem promovendo uma agenda dinâmica de exposições e projetos artísticos especiais, entre outras ações. Atualmente, a galeria representa 22 artistas que compõem um importante recorte da produção da arte contemporânea brasileira recente em seus diferentes contextos.

A galeria caracteriza-se por duas frentes de trabalho: (a) a aposta em jovens artistas; e (b) a experimentação. Nascidos em diferentes gerações e oriundos de diversas regiões do Brasil, os artistas representados desenvolvem pesquisas em várias linguagens – pintura, desenho, escultura, gravura, fotografia, vídeo, instalação e performance. Mais do que criadores, nossos artistas são pesquisadores das artes visuais extremamente preocupados com o estatuto da imagem na contemporaneidade, assim como com a apresentação de suas produções. Ao observarmos as exposições realizadas, tanto na galeria, quanto em feiras de arte, fica claro que o ato expositivo é encarado como um ato experimental em que nenhuma proposição será igual à outra; e onde os visitantes terão uma experiência física e visual única.

Portas Vilaseca Galeria tem como valores a divulgação e a institucionalização no Brasil e no exterior de seu elenco de artistas. É determinante que as obras sejam, antes de tudo, um exercício de liberdade individual – seja para o público que as frui, seja para os artistas que as criam, ou para a galeria que as abriga e promove.

Portas Vilaseca Galeria é membro da Associação Brasileira de Arte Contemporânea – ABACT.


Outras obras do artista