Sobre a obra

Intervalos nº 47


Ficha técnica

Intervalos nº 47
Óleo sobre tela
32 x 32 cm
2019


Sobre o artista

João Trevisan

João Trevisan é bacharel em Direito. Seu trabalho consiste em explorar questões relacionadas a máxima do objeto que tratem sobre a matéria, peso, leveza, tensão, articulação, equilíbrio e política. O trabalho de Trevisan é um exercício de equilíbrio de pesos e apoios, entre a madeira, os metais e a gravidade. Utilizando dos elementos encontrados às margens da ferrovia João os agrupa e ordena de diferentes maneiras produzindo novos corpos; seus trabalhos, sejam eles criados pelo espaço entre chapas de ferro que se mantém em pé com o auxílio dos parafusos, suas pinturas com fundos pretos e linhas verticais de diversas espessuras ou até mesmo as pequenas ripas de madeira com tinta óleo discutem intervalos. Quase como uma partitura musical onde a leitura do que está presente acontece a partir do espaço vazio, do intervalo. Entre as exposições individuais estão: corpo-trajeto, instituto adelina (São Paulo, SP, 2019) com curadoria mario gioia; corpo, breve instante, galeria karla osório (Brasília, DF, 2019) com curadoria de malu serafim; descarrilho, decurators (Brasília, DF, 2018) e estrutura gestual, galeria xxx arte contemporânea (Brasília, DF, 2017). Entre as exposições coletivas estão: eu o outro, galeria manoóbra (Brasília, DF, 2019); métrica, galeria oma (Brasília, DF, 2018); [re]invenções, elefante centro cultural (Brasília, DF, 2018); brasília extemporânea, casa de cultura da américa latina (Brasília, DF, 2018); 43º salão de arte de ribeirão preto nacional contemporâneo, museu de arte de ribeirão preto (Ribeirão Preto, SP, 2018); eixo do fora, salão / residência, museu nacional da república (Brasília, DF, 2017) entre outras. Entre as prêmios, bolsas e residências que participou estão: casero, residência artística - artista convidado (Itatiaia, RJ, 2019) e eixo do fora, prêmio aquisição (Brasília, DF, 2017). Entre as coleções públicas estão: MAR - museu de arte do rio, Rio de Janeiro, RJ; MUN - museu nacional da república de brasília - Brasília, DF; MARP - museu de arte de ribeirão preto - Ribeirão Preto, SP.


GALERIA KARLA OSORIO

Brasília / DF

Criada em 2015, a galeria Karla Osorio é a única de Brasília com presença internacional, participando de feiras em vários países. Sua diretora tem ampla experiência em arte contemporânea. Em 2000 criou o ECCO – Espaço Cultural Contemporâneo que, por 15 anos, foi a principal instituição privada sem fins lucrativos dedicada a arte contemporânea em Brasília – mais de 250 artistas em exposições individuais e coletivas com projetos educativos, cerca de 100 publicações. Entre os artistas exibidos destacam-se AES+F, Artur Barrio, Bené Fonteles, Cildo Meirelles, Hélio Oiticica, Mario Cravo Neto, Miguel Rio Branco, Nelson Leirner, Rosângela Rennó, Sebastião Salgado, Vik Muniz, Wang Qing Song etc. A galeria representa artistas brasileiros e estrangeiros, em começo ou meio da carreira e também atua no mercado secundário. Privilegia a produção artística inovadora e fomenta linguagens e técnicas diversificadas. Seu programa tem um foco importante em geometria, minimalismo e poesia visual, além do abstracionismo na pintura sobretudo. Tem também preocupação de apoiar artistas que tratam de questões do gênero e abordam temas sócio-políticos com apuro, aprofundando questões sobre seu próprio tempo. Desenvolve um projeto de estímulo a novos colecionadores e de inclusão de artistas no cenário nacional e internacional. A galeria é localizada num local muito único, com 5 pavilhões tendo 6 galerias e um programa de residência artística, unidos por um amplo jardim utilizado para obras de espaço público. Mantém programação de exposições temporárias, lançando publicações com textos curatoriais bilíngues. Oferece também cursos, oficinas e intervenções no espaço público, frequentemente em parceria com outras instituições


Outras obras do artista


Podemos ajudar?