Sobre a obra

Sem título


Ficha técnica

Cristina Canale
Sem título
50x63x cm
Técnica mista sobre papel
2012


Sobre o artista

Cristina Canale

Cristina Canale (n. 1961, Rio de Janeiro, Brasil) vive e trabalha em Berlim.

As pinturas de Canale estão sempre prestes a se dissolver em abstração. Como já foi observado anteriormente, suas paisagens parecem retratar um mundo líquido onde alguns elementos reconhecíveis surgem dentre campos cromáticos sobrepostos harmonicamente, a despeito da ampla variedade de cores contidas em cada pintura.

Cristina iniciou sua carreira artística trabalhando com desenho e pintura no Parque Lage, Rio de Janeiro, na década de 1980. Após firmar-se na cena brasileira como parte da Geração 80, juntamente com artistas como Beatriz Milhazes e Adriana Varejão, recebeu uma bolsa do Estado de Brandemburgo, na Alemanha, para realizar um projeto artístico no Castelo Wiepersdorf, e uma bolsa do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico para estudar na Academia de Belas Artes de Düsseldorf, onde permaneceu até 1995. Durante este período, estudou pintura sob a tutela do artista conceitual holandês Jan Dibbets. Cristina Canale combina abstração e representação em pinturas com técnica mista sobre tela. Há décadas, seu trabalho investiga a história da pintura e seu contínuo desenvolvimento. As obras do início de sua carreira são físicas, repletas de matizes escuros, linhas sólidas e impasto.

Em meados da década de 1990, Cristina mudou-se para a Alemanha para estudar na Academia de Belas Artes de Düsseldorf, onde adotou uma paleta de cores mais claras e uma técnica mais suave.

Seus trabalhos mais recentes revelam influências do fauvismo, pós-impressionismo e neoexpressionismo, em retratos de paisagens, pessoas, cenas domésticas, cães e gatos que lembram temas pré-modernos e do início do período modernista. Em toda sua obra, a artista combina o literal e o lírico, celebrando a maleabilidade e a magia da pintura. Seus trabalhos em grande escala criam ambientes lúcidos, com retratos que incorporam a infância e a abstração. Turista em ação (2006) é uma ilustração abstrata de um turista com a face obstruída por uma câmera, num cenário tropical com céu azul.

Cristina Canale expôs na 21ª Bienal de São Paulo (São Paulo, Brasil, 1991); e na 6ª Bienal de Curitiba (Curitiba, Brasil, 2011). Algumas de suas individuais mais recentes foram: Zwischen den Welten (Kunstforum Markert Gruppe, Hamburgo, Alemanha, 2015); Entremundos (Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil, 2014); Entre o ser e as coisas (Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil, 2014); e Protagonista e domingo (Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto, Brasil, 2013). Também recentemente, participou das coletivas Além da forma (Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto, Brasil, 2012); O Colecionador de sonhos (Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto, Brasil, 2011) e A cor do Brasil, com curadoria de Paulo Herkenhoff e Marcelo Campos, no Museu de Arte do Rio (Rio de Janeiro, 2016).

Fontes:

Foto: http://static.glamurama.uol.com.br/mediacenter/mediacenter_fotos_final2010/20100701_1140030312.jpg

Texto: https://nararoesler.art/artists/37-cristina-canale/

 

 
 


SILVIA CINTRA + BOX 4

Rio de Janeiro / RJ

Com mais de trinta anos de serviços prestados à arte contemporânea brasileira, a Silvia Cintra Galeria de Arte firmou-se como uma das principais galerias do país e seguramente como uma referência no Rio de Janeiro, representando nomes como Amilcar de Castro, Miguel Rio Branco, Nelson Leirner, Carlito Carvalhosa, Iole de Freitas, Ana Maria Tavares, Daniel Senise, Sebastião Salgado, Cristina Canale, entre outros. Desde janeiro de 2010 nos mudamos para novo prédio na Gávea construído especialmente para abrigar o nosso novo espaço.


Outras obras do artista