ArtRio 2021 | 8 a 12 de setembro ArtRio 2021 | 8 a 12 de setembro

Museu Nacional de Belas Artes retoma projeto ‘Arte em Diálogo’ em suas redes sociais

17/06/2021 - Por ArtRio

Após encerrar o ano passado com um vídeo da artista Anna Bella Geiger contando sobre seus planos futuros,  incluindo a realização de exposições fora do Brasil, o projeto Arte em Diálogo do Museu Nacional de Belas Artes/IBRAM retoma amanhã com o artista e professor Lydio Bandeira de Mello apresentando seu processo de criação e a sua trajetória.

Iniciado ao início do período de isolamento e interrompido ao final do ano passado, o projeto Arte em Diálogo, do Museu Nacional de Belas Artes/IBRAM, já contou com grandes nomes apresentando desde suas casas seus processos de criação. As apresentações ocorrem sempre às sextas-feiras, 16h, nas redes sociais do Museu com a exibição de um vídeo produzido pelos próprios artistas, mostrando seus processos de criação e a suas trajetórias, entre outros aspectos. Essa semana será a vez do artista e professor Lydio Bandeira de Mello, nome emblemático da pintura moderna brasileira.

Aos 92 anos, mineiro de Leopoldina, Lydio Bandeira de Mello continua em plena atividade, tendo formado gerações sucessivas de artistas em 70 anos de carreira, que inclui a participação em dez coletivas e oito mostras individuais. Suas obras têm como tema recorrente a relação do homem com o seu ambiente e integram diversos  acervos,  como os do Museu Nacional de Belas Artes, com as telas “Meu irmão Luiz” e “Peixe”. Um de seus trabalhos mais conhecidos é o enorme painel do Centro Cultural da Caixa Econômica Federal, no Rio de Janeiro, medindo nada menos do que 268,8m².

Tendo sido aluno de Quirino Campofiorito, Edson Motta, Carlos Chambelland, e Marques Júnior, na Escola Nacional de Belas Artes, posteriormente Lydio foi convidado para pintar o retrato de personalidades como o do Cardeal D. Eugênio Salles, do Ministro da Educação Clovis Salgado, do Monsenhor Franca, que se encontra atualmente na Sacristia da Igreja N. S. da Glória no Largo do Machado no Rio de Janeiro, além de dois famosos afrescos na cidade italiana de Poggio Bustone, que se transformaram em cartão-postal da cidade.

Como reconhecimento ao seu legado de dedicação pela arte,  em 1991, Lydio Introcaso Bandeira de Mello recebeu o título de Cidadão Honorário do Município do Rio de Janeiro. A Universidade do Brasil (hoje, UFRJ) concedeu-lhe Notório Saber em 1964 e mais tarde, em 1982, o Título de Doutor por Notório Saber.

O Museu Nacional de Belas Artes/IBRAM, desenvolveu o projeto Arte em Diálogo – na quarentena, para proporcionar aos artistas contemporâneos e à sociedade civil uma interação afetiva e reflexiva, neste momento de isolamento social.

ArtRio Marketplace


x Posso ajudar?