Sobre a obra

Behind the star


Ficha técnica

2018
Acrílica sobre foto e espelho


Sobre o artista

Antonio Bokel

Artista carioca, Antônio Bokel transita entre a pintura, a escultura, a literatura e a estética das intervenções gráficas urbanas. Sua gestualidade e experimentação cromática são marcas presentes em sua pintura, caminhando lado a lado com uma curiosidade informal direcionada sobre o universo das simbologias culturais e iconografias populares. Percebe-se, nos seus gestos, uma vontade de representação estética do caos, algo que podemos observar nos ritmos de espontaneidade e diligência, fruto das mobilidades frenéticas da urgência dos tempos atuais. Desse modo, a expressão gráfica do artista torna-se um amálgama das visualidades das ruas, das revistas, das imagens publicitárias, dos cartazes comerciais esquecidos e deteriorados pelo tempo, junto com criações visuais próprias das identidades periféricas que se sobrepõem sobre essas comunicações. Um trabalho que soma as linguagens gráficas e pictóricas do campo artístico junto com indagações frente ao imaginário urbano e social em que vivemos. Bokel também tensiona diferentes linguagens plásticas ao aproximar soluções visuais que bebem de distintas procedências. Podemos notar em suas pinturas citações explícitas às correntes históricas informais, ao mesmo tempo em que se faz presente configurações geométricas próprias das vertentes racionais construtivistas. Ao ativar essa coexistência de códigos quase opostos, Antônio Bokel nos reafirma atuar em um cenário pós-moderno, onde o acúmulo da diferença parece fazer sentido. Antonio Bokel foi indicado ao Prêmio Pipa em 2015 e 2019.


GALERIA AURA

São Paulo / SP

Criada em 2015 como uma plataforma digital, a Aura dedicou seus primeiros anos de existência a mapear e inserir no mercado artistas do novíssimo cenário de arte contemporânea brasileiro. Gradualmente, a experiência on-line desdobrou-se em eventos presenciais, com exposições pop-up e a participação em feiras de arte contemporânea. Em 2017, esse processo culminou na abertura de um espaço físico próprio, na Vila Madalena, em São Paulo. Dirigida por sua sócia fundadora, a arquiteta Bruna Bailune, em seus primeiros anos de funcionamento a Galeria Aura realizou exposições ambiciosas de jovens artistas: nomes selecionados de sua plataforma digital, colaborando com diferentes curadores, novos ou renomados. A galeria também intensificou sua presença nas feiras de arte, com stands na SP-Arte, SP-Arte Foto, Parte e Art Rio. Em 2019 a Aura se reposiciona, associando-se à BASA, uma articuladora de núcleos de pesquisa e plataformas culturais dirigida por Luisa Dantas e Lucas Ribeiro Pexão. Surge então um programa curatorial inspirado nas hiperconexões e na atemporalidade da era digital, materializando exposições que favorecem o cruzamento de circuitos, de públicos e de momentos da produção artística. Entre os artistas representados nesta fase atual, estão nomes que se desenvolveram junto com a história da Aura, da experiência digital à galeria de arte. Ao time, somam-se representações de artistas que chamam atenção pelo trânsito híbrido entre diferentes áreas da cultura contemporânea.


Outras obras do artista