Sobre a obra

Sem Conserto #15, da série Tela Preparada

https://www.pivo.org.br/en/blog/pivo-entrevista-pedro-victor-brandao/


Ficha técnica

assemblage composta por papelão, fita adesiva e 12 telas de telefone celular quebradas, edição única.


Sobre o artista

Pedro Victor Brandão

Nasceu no Rio de Janeiro, RJ, Brasil, em 1985.

Vive e trabalha no Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Ele é um artista visual, que trabalha com fotografia, performance e práticas sociais, organizando sua produção em séries, as quais versam sobre a paisagem política contemporânea. Ele desenvolveu peças apresentando novos significados para a imagem técnica hoje, pesquisando iconoclasmo, esquecimento e a relação entre imagem e verdade. Em sua produção recente ele tem investigado a produção do baldio em contextos de precarização, aceleracionismo, cibernética social e economia pós escassez.

FORMAÇÃO

2015 - EAVERÃO, coordenação de Lisette Lagnado, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2012 - Universidade de Verão, coordenação de Daniel Steegmann Mangrané, Capacete Entretenimentos, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2011 - Colaboratório Errorista – Composições Políticas, organização de GrupoEtcetera, composto por Isabel Ferreira, Cristina Ribas e Laura Burocco, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - YESLAB The Yes Men – Composições Políticas, organização de GrupoEtcetera, composto por Isabel Ferreira, Cristina Ribas e Laura Burocco, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2010 - Programa Aprofundamento, organização de Glória Ferreira, Lívia Flores e Luiz Ernesto, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2009 - Graduação Politécnica em Fotografia, Universidade Estácio de Sá - UNESA, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Arte Sonora, com Franz Manata e Saulo Laudares, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2008 - Desenvolvimento de Projetos, com Franz Manata, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2007 - Fotografia Expandida, com Denise Cathilina, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2006 - Filosofia da Arte, com Fernando Cocchiarale e Anna Bella Geiger, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2006 - Bacharelado em Pintura (incompleto), Escola de Belas Artes - EBA, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

COLABORAÇÃO EM COLÓQUIOS E SEMINÁRIOS

2018 - I’m not who you think I’m not, palestrante, KW Institute for Contemporary Art, Programa público da X Bienal de Berlim, Berlim, Alemanha. - Consultas Curatoriais, palestrante, Pivô Arte e Pesquisa, São Paulo, SP, Brasil. 2017 - A Tropicalização do Norte: seminário, Escola de Artes Visuais do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2016 - Circuito Futurístico e Especulativo, palestrante com Laura Buroco, Porto Maravilha, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - I Encontro de Economias Subversivas, facilitador, Nuvem, Visconde Mauá, RJ, Brasil. - Especulações n’A Quinta Renda, palestrante, SESC-Consolação, São Paulo, SP, Brasil. - Recursos Planetários e a Caminhada do Asteróide: Gravidade [espécies de espaços]. Oficina, Cratera de Colônia, São Paulo, SP, Brasil. - Seminário Internacional Cidade em Transe, palestrante, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2015 - Tecnoxamanismo “Ficção e Ruidocracia”, preceptor, Casa Nuvem, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Global Conference on CyberSpace - GCCS2015, como representante da sociedade civil, Fórum Mundial, Haia, Países Baixos. 2014 - Fórum Mundial de Bienais, como representante da sociedade civil, organização de Biennial Foundation, São Paulo, SP, Brasil. - Seminário FUNARTE de Residências Artísticas, como representante da sociedade civil, Fundação Nacional de Arte - FUNARTE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Quintas de Dissidências: þit = pit + bit - autofinanciamento e criptoeconomia, como palestrante, organização de Isabel Ferreira e Lívia Diniz, Casa Nuvem, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Public Engineering Talk – Rotunde, como palestrante, organização de Das Labor, parte do projeto This is not Detroit, Bochum, Alemanha. 2013 - Ciclo de Encontros Aparições e Documentagem, como palestrante, organização de Thiago Costa, COMO Clube, São Paulo, SP, Brasil. - Offene Werkstatt des Archipel in?est, como palestrante, organização de KUNSTrePUBLIK e Urbane Künste Ruhr, Gelsenkirchen, Alemanha. - Seminário Internacional Biolutas e Produção do Comum, como palestrante, organização de Universidade Nômade, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2012 - DES-INCUBANDO A CRIATIVIDADE DA METRÓPOLE!, como palestrante, organização de Universidade Nômade, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Encontro Multisensorial, como palestrante, organização de Núcleo Experimental de Educação e Arte, Museu de Arte Moderna - MAM, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

2016 - Tela Preparada, curadoria de Fernando Ticoulat, Sé Galeria, São Paulo, SP, Brasil. 2014 - Depois da Fonte, com Maíra das Neves, curadoria dos artistas, Portas Vilaseca Galeria, ArtRio, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2013 - Monochrome and other views, curadoria do artista, Cité Internationale des Arts, Paris, França. 2012 - Desvios na Paisagem, curadoria do artista, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2011 - Pintura Antifurto, Projeto Cofre, Casa França-Brasil, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

2018 - Take Me (I’m Yours), curadoria de Chiara Parisi, Christian Boltanski e Hans Ulrich Obrist, Villa Medici, Roma, Itália. - Open Studio, curadoria do artista, Pivô Arte e Pesquisa, São Paulo, SP, Brasil. 2017 - Luxe deLuxe, curadoria de Guilherme Gutman, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Vivemos na melhor cidade da América do Sul, curadoria de Bernardo de Souza e Victor Gorgulho, Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre, RS, Brasil. - A Quebra do Sistema, curadoria de Beatriz Lemos, Al Janiah, São Paulo, SP, Brasil. - DURA LEX SED LEX, curadoria de Juliana Gontijo e Raphael Fonseca, Centro Cultural Parque de España, Rosario, Argentina. - Exposição número vinte e quatro, curadoria de Maria Monteiro, Sé Galeria, São Paulo, SP, Brasil. - Open Studio, organização do artista, Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP, São Paulo, SP, Brasil. - Gazua #946, organização de Anton Steenbock, Despina, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2016 - Manjar: insurreição RJ, Solar dos Abacaxis, organização de Bernardo Mosqueira, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Vivemos na Melhor Cidade da América do Sul, curadoria de Bernardo de Souza e Victor Gorgulho, Átomos, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Estudos sobre o Mercadismo, curadoria de Gabriel Bogossian e Juliana Gontijo, Casa Tomada, São Paulo, SP, Brasil. - Lastro em Campo: percursos ancestrais e cotidianos, curadoria de Beatriz Lemos, SESC Consolação, São Paulo, SP, Brasil. - ArtLima, curadoria de Jaime Portas Vilaseca, Escuela Superior del Ejercito del Peru, Lima, Peru. - Depois do Futuro, curadoria de Daniela Labra, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - ENTRE #3, curadoria de Jaime Portas Vilaseca, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2015 - Encruzilhada, curadoria de Bernardo Mosqueira, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Gütermarkt #4, organização de Miodrag Ku?, Zentrum für Kunst und Urbanistik - Z/KU, Berlim, Alemanha. 2014 - Novas Aquisições 2012/2014 Coleção Gilberto Chateaubriand, curadoria de Luiz Camilo Osorio e Marta Mestre, Museu de Arte Moderna - MAM, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - OPENHAUS 21.08.2014, Zentrum für Kunst und Urbanistik - Z/KU, Berlim, Alemanha. - Viva María!, curadoria de Maria Montero, Luciana Brito Galeria, São Paulo, SP, Brasil. - OPENHAUS 24-27.07.2014, Zentrum für Kunst und Urbanistik - Z/KU, Berlim, Alemanha. - 32th Coopy RIghOTs – we MADE it READI in Brasil, curadoria de Anton Steenbock, Germano Dushá, Fernando Ticoulat e Pedro Wirz, 8 Salon - Niklas Schechinger Fine Art, Hamburgo, Alemanha. - Daqui pra Frente, curadoria de Jaime Portas Vilaseca, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2013 - Primeiro Ensaio, curadoria de Jaime Portas Vilaseca, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Archipel In?est – the þit, com Maíra das Neves, curadoria de KUNSTrePUBLIK e organização de Urbane Künste Ruhr, Gelsenkirchen e Oer-Erkenschwick, Alemanha. - Desarquitetura, curadoria de Mauro Trindade, Casa Amarela do Morro da Providência, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - ENTRE, curadoria de Jaime Portas Vilaseca, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2012 - Novíssimos, curadoria de Bernardo Mosqueira, Galeria do Instituto Brasil-Estados Unidos - IBEU, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - [edições] | UM, curadoria de Jaime Portas Vilaseca, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Novas Aquisições 2010/2012 Coleção Gilberto Chateaubriand, curadoria de Luiz Camilo Osorio e Marta Mestre, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Acervo, curadoria de Jaime Portas Vilaseca, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Vênus Terra: pela lei natural dos encontros, curadoria de Bernardo Mosqueira, Galeria e Galpão Toulouse Arte Contemporânea - TAC, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2011 - 10 X USO, organização de Luiza Machado e Fabrício Belsoff, Inhame, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Sem Título #1: Experiências Pós Morte, curadoria de Bernardo Mosqueira, Galeria Oscar Cruz, São Paulo, SP, Brasil. - O Rapozo e as Uvas, organização de Bruna Lobo e José Carlos Simões, Edifício Rapozão, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2010 - entre-vistas, organização de Glória Ferreira, Lívia Flores e Luiz Ernesto, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Open House, organização de Martha Niklaus e Jacqueline Bellotti, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Por aqui, formas tornaram-se atitudes, curadoria de Josué Mattos, SESC Vila Mariana, São Paulo, SP, Brasil. - Abotoados pela Manga, organização de Franz Manata e Maria Montero, São Paulo, SP, Brasil. - Projeto Apartamento III, organização de Bruna Lobo, Jonas Aisengart e Tahian Bhering, Residência no Grajaú, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - 12º Salão Nacional de Artes de Itajaí – Poéticas Pessoais em Construção, curadoria de Josué Mattos, Pavilhão Marejada, Itajaí, SC, Brasil. - Com afeto, Rio, curadoria de Bernardo Mosqueira, Galeria Oscar Cruz, São Paulo, SP, Brasil. - Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome, curadoria de Bernardo Mosqueira, Residência no Jardim Botânico, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2009 - Por um lugar para viver, curadoria de Ivana Grehs e Nadja Fonseca Peregrino, Barracão Maravilha Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Arte Sonora, organização de Franz Manata e Saulo Laudares, Núcleo de Arte e Tecnologia - NAT, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2008 - Montanhas, Marinhas e outras Miragens, curadoria de Alexandre Hypólito e Renato de Cara, Galeria Entre-Tanto, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Aluga-se, organização de Luciano Mariussi, Laura Marsiaj Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - NAU, curadoria de Franz Manata, Instituto dos Arquitetos do Brasil, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - 1º Salão de Artes Plásticas de Petrópolis, curadoria de Franz Manata, Lia do Rio e Luiz Ernesto, Centro de Cultural Raul de Leoni, Petrópolis, RJ, Brasil. - Projeto Apartamento I, organização de Bruna Lobo, Jonas Aisengart e Tahian Bhering, Residência na Lapa, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2007 - UniversidArte XV, Universidade Estácio de Sá - UNESA, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2006 - Luz Própria, curadoria de Denise Cathilina, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2004 - Geringonça | Redemoinho Artístico, organização de Fábio Maleronka, SESC Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2003 - Movimento Arte | M.ARTE, organização de Guilherme Stutz, Buraco da Lacraia, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

PRÊMIOS E SALÕES 2014 - Prêmio TAC/Terra UNA, Terra Una, Liberdade, MG, Brasil. 2010 - XI Prêmio de Fotografia Marc Ferrez - FUNARTE, com a obra O Transitório Fóssil, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2008 - 1º Salão de Artes Plásticas de Petrópolis, com a obra Do nada ao pré existente, Centro de Cultural Raul de Leoni, Petrópolis, RJ, Brasil. 2002 - 4º Concurso de Fotografia do Jardim Botânico, com a obra Dia de outono morto, Solar da Imperatriz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. RESIDÊNCIAS 2018 - Instituto Sacatar, Itaparica, BA, Brasil. - Pivô Arte e Pesquisa, São Paulo, SP, Brasil. 2017 - Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP, São Paulo, SP, Brasil. 2015 - Lastro América Central, Cidade do Panamá, Panamá. 2014 - Zentrum für Kunst und Urbanistik - Z/KU, Berlim, Alemanha. 2013 - Halfmannshof, Gelsenkirchen, Alemanha. - Terra Una, Liberdade, MG, Brasil. 2012 - Cité Internationale des Arts, Paris, França. PUBLICAÇÕES 2018 - Screening Brazil: footnotes on a wall, com Andrea Pavoni, editado por Andrea Mubi Brighenti e Mattias Kärrholm, in: Urban Wall: political and cultural meanings of vertical structures and surfaces, Routledge, Abington, Reino Unido. 2017 - Redistribute the Crisis [entrevista], concedida a Marília Loureiro, Revista Terremoto: After Brazil, Cidade do México, México. - Especulações n’A Quinta Renda [ensaio], publicado pela coleção Economias Subversivas, I-motirõ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Herança Futirística da Cidade Olímpica [ensaio], com Laura Buroco, portal Vitruvius, São Paulo, SP, Brasil. 2016 - Prepared Screen [resenha], escrita por Fernando Ticoulat, Terremoto website, Cidade do México, México. - On exo-economics [artigo], site do projeto Between Crowds and Empires. - Speculations on the fifth income [artigo]; in: Transantional Dialogues Journal #2; São Paulo, RJ, Brasil; Berlin, Alemanha; e Hong Kong, China. - Pedro Victor Brandão no Rastro do Capital Anônimo [entrevista], in: blog Plástico Bolha, edição de Silas Martí, Folha de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. - A Lenda de Thyth, o Gigante, ou O que Jaz sobre the þit [fábula], com Kadija de Paula e Maíra das Neves, in: TCNXMNSM-TECNOXAMANISM, organização de Fabiane Borges, São Paulo, SP, Brasil. - New Business: art in search of alternative economic systems [artigo] de Justine Ludwig, in: www.miamirail.org. 2015 - Da Visão Computacional [artigo], in Fichário, organização de Laura Cosendey e Luiza Crosman, Casamata, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2014 - Archipel in?est [catálogo], organização de KUNSTrePUBLIK (Matthias Einhoff, Philip Horst, Markus Lohmann e Harry Sachs), Z/KU Press, Alemanha. - Viva Maria! [catálogo/fanzine], edição de Maria Montero, São Paulo, SP, Brasil. - WDR.de – 5 de agosto [artigo e entrevista]: Mit Bitcoins gegen die Finanzkrise (Teil 5), de Thomas Frank, Ruhrbegiet, Alemanha. - Stimberg Zeitung – 17 de julho [artigo]: Künstler laden zum Mitgestalten ein, de Regine Klein, Recklinghausen, Alemanha. - Stimberg Zeitung – 3 de maio [artigo]: Kunst-Experiment in der Baulücke, de Michael Dittrich, Recklinghausen, Alemanha. - Revista Elástica #3 [ensaio visual], organização de Beatriz Lemos, Rafael Adorján e Thais Medeiros, Editora Multifoco, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2013 - Stimberg Zeitung – 3 de outubro [artigo]: Naturerbe-Reservat in der City, de Jochen Börger, Recklinghausen, Alemanha. - TUPI VIVO – composição visual para cartografia em rede, organização de Bruno Tarin e Laila Sandroni, Rio de Janeiro, RJ/Ilhéus, Una e Buerarema, BA, Brasil. 2012 - Revista Global Brasil [artigo]: Civilização como barbárie, de Eduardo Baker e Julia Baker, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Jornal O Globo – 5 de outubro [artigo]: Exposição Desvios na paisagem mostra fotografias alteradas pelo tempo, de Alice Sant’Anna, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Novas Aquisições 2010/2012 Coleção Gilberto Chateaubriand [catálogo], Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Novíssimos 2012 – [catálogo], Galeria do Instituto Brasil-Estados Unidos - IBEU, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Jornal Folha de São Paulo – 3 de janeiro [artigo]: Bacanas, bonitos, sacanas, modernos, de Silas Martí, São Paulo, SP, Brasil. 2011 - Revista ffwmag #25 [ensaio]: O cotidiano efêmero, de Silas Martí, São Paulo, SP, Brasil. - Jornal Folha de São Paulo – 13 de outubro [artigo]: Antifotografia, de Silas Martí, São Paulo, SP, Brasil. - Versos que me fizeram, publicação da série Paisagens Bibliográficas junto a poemas de Marcelo Neder Cerqueira, Editora Multifoco, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2010 - entrevistas [catálogo] texto de Bernardo Mosqueira, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Jornal Folha de São Paulo – 1º de outubro [artigo]: Clark, Pape e Oiticica são pontos de partida da mostra aberta hoje, de Silas Martí, São Paulo, SP, Brasil. 2007 - Dois que não o amor, capa do livro de Diana de Hollanda, Editora 7Letras, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. AÇÃO COLETIVA 2013/hoje. - Agência Transitiva 2007/2012 - OPAVIVARÁ! Coletivo 2011 - Epistomancia 2007/2009 - Laboratório Tupinagô de Pesquisa Artística e Científica

COLEÇÕES INSTITUCIONAIS

- Fundação Nacional de Artes - FUNARTE, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Instituto Moreira Salles, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Coleção Gilberto Chateaubriand/Museu de Arte Moderna - MAM, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. ?


PORTAS VILASECA GALERIA

Rio de Janeiro / RJ

Portas Vilaseca Galeria foi fundada por Jaime Portas Vilaseca, em 2010 e funcionou até fevereiro de 2018 no bairro do Leblon, Rio de Janeiro, ano em que seu espaço foi ampliado para um edifício de três andares, no bairro de Botafogo, na mesma cidade. Hoje representamos 17 artistas brasileiros da história recente das artes visuais no Brasil. Nossa galeria caracteriza-se por duas frentes de trabalho: (a) a aposta em artistas ascendentes; e (b) a experimentação. Nascidos em diferentes gerações e oriundos de diversos pontos geográficos no Brasil, os artistas representados desenvolvem pesquisas em todas as linguagens das artes visuais – da pintura à performance, da escultura ao vídeo e sempre abertos à sobreposição de mídias. Mais do que meros produtores de objetos, cada um deles pesquisa o campo das artes visuais com preocupações relativas ao estatuto da imagem na contemporaneidade. Devido a isto, quando observamos as exposições realizadas, tanto na galeria, quanto em feiras de arte, fica claro que o ato expositivo é encarado como um ato experimental em que nenhuma proposição será igual à outra; os visitantes sempre terão uma experiência física e visual únicas. Nossa galeria, portanto, tem como valores a divulgação e a institucionalização no Brasil e no exterior de seu elenco de artistas; sendo necessário que as obras sejam, antes de tudo, um exercício de liberdade individual – seja para o público que as frui, seja para os artistas que as criam, ou, enfim seja para a galeria que as abrigam e incentivam. Portas Vilaseca Galeria é membro da Associação Brasileira de Arte Contemporânea – ABACT.


Outras obras do artista