Sobre a obra

O que era não é mais


Ficha técnica

instalação composta por cadeira de balanço, almofada terapêutica e pintura a óleo sobre linho


Sobre o artista

Gabriel Secchin

Nasceu no Rio de Janeiro, RJ, Brasil, em 1989.

Vive e trabalha no Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Secchin se interessa no contraste e na tensão que podem ser vivenciados tanto visualmente, quanto conceitualmente, quando elementos de diferentes contextos são “impostos” a desenvolver um diálogo. Ele acredita que com o uso de cores vibrantes e o recurso de elementos mais realistas, sua pintura cria uma espécie de isca para que o observador tenha que, na sequência, lidar com elementos mais imprevisíveis, ou até mesmo irresponsáveis, os quais podem criar algum nível de desconforto. Ele também lida com a acessibilidade dos temas que faz referência. Uns podem ser mais facilmente acessíveis, outros mais obscuros; alguns podem emergir de assuntos mais delicados, outros de aspectos banais do dia-a-dia. Tudo isso auxilia para que a obra de Secchin, com usa dose de humor e cinismo, explore a incongruência de alguns aspectos da vida humana.

FORMAÇÃO

2011/2015 - Questões Prático-teóricas da Pintura na Contemporaneidade, com Luiz Ernesto e Bruno Miguel, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2013 - Bacharelado em Design, Pontifícia Universidade Católica - PUC, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

EXPOSIÇÃO INDIVIDUAL

2017 - Stracciatella/Flocos, curadoria do artista, GC2 Contemporary, Terni, Itália. 2014 - O Testemunho, curadoria de Bernardo Mosqueira, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

2017 - Projeto Farol - Alegoria, curadoria de Luiz Ernesto e Bruno Miguel, Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Partilhas, presenças, projetos, curadoria de Mario Gioia, Blau Projects, São Paulo, SP, Brasil. - A Luz que vela o corpo é a mesma que revela a tela, curadoria de Bruno Miguel, Caixa Cultural, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2016 - Glimpse, Pilotenkueche/Spinerai, Leipzig, Alemanha. - Störing: into the hole hole hole, Kulturny Dom Lipsk/Salon Similde, Leipzig, Alemanha. - Jungle Gym of Mind, Pilotenkuche/Spinerai, Leipzig, Alemanha. 2015 - UUUUU, com Bruno Drolshagen e Rafael Salim, curadoria dos artistas, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Sitio, Rua Frei Caneca, 57, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Pra Começar, curadoria de Jaime Portas Vilaseca, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2014 - Novas Aquisições 2012/2014 Coleção Gilberto Chateaubriand, curadoria de Luiz Camillo Osorio e Marta Mestre, Museu de Arte Moderna - MAM, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Mais Pintura, curadoria de Luiz Ernesto e Bruno Miguel, Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Mais Pintura, curadoria de Luiz Ernesto e Bruno Miguel, Espaço Cultural Contemporâneo - ECCO, Brasília, DF, Brasil. 2013 - 9º Abre Alas, curadoria de Daniela Castro, João Modé e Alexandre Sá, A Gentil Carioca, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Primeiro Ensaio, curadoria de Bernardo Mosqueira e Jaime Portas Vilaseca, Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Sitio, Rua dos Oitis, 39, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Mais Pintura, curadoria de Luiz Ernesto e Bruno Miguel, Centro Cultural da Justiça Federal - CCJF, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2012 - Timor, com Bruno Drolshagen, Casamata, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. - Atemporal, Espaço Atemporal, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

RESIDÊNCIAS

2016 - Pilotenkueche, Leipzig, Alemanha. 2015 - Wildfjords Artist Residency - WFAR, Isafjordur, Islândia.

COLEÇÃO INSTITUCIONAL

- Coleção Gilberto Chateaubriand/Museu de Arte Moderna - MAM, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.


PORTAS VILASECA GALERIA

Rio de Janeiro / RJ

Portas Vilaseca Galeria foi fundada por Jaime Portas Vilaseca, em 2010 e funcionou até fevereiro de 2018 no bairro do Leblon, Rio de Janeiro, ano em que seu espaço foi ampliado para um edifício de três andares, no bairro de Botafogo, na mesma cidade. Hoje representamos 17 artistas brasileiros da história recente das artes visuais no Brasil. Nossa galeria caracteriza-se por duas frentes de trabalho: (a) a aposta em artistas ascendentes; e (b) a experimentação. Nascidos em diferentes gerações e oriundos de diversos pontos geográficos no Brasil, os artistas representados desenvolvem pesquisas em todas as linguagens das artes visuais – da pintura à performance, da escultura ao vídeo e sempre abertos à sobreposição de mídias. Mais do que meros produtores de objetos, cada um deles pesquisa o campo das artes visuais com preocupações relativas ao estatuto da imagem na contemporaneidade. Devido a isto, quando observamos as exposições realizadas, tanto na galeria, quanto em feiras de arte, fica claro que o ato expositivo é encarado como um ato experimental em que nenhuma proposição será igual à outra; os visitantes sempre terão uma experiência física e visual únicas. Nossa galeria, portanto, tem como valores a divulgação e a institucionalização no Brasil e no exterior de seu elenco de artistas; sendo necessário que as obras sejam, antes de tudo, um exercício de liberdade individual – seja para o público que as frui, seja para os artistas que as criam, ou, enfim seja para a galeria que as abrigam e incentivam. Portas Vilaseca Galeria é membro da Associação Brasileira de Arte Contemporânea – ABACT.


Outras obras do artista